Os nossos contactos

Endereço Postal

APT 856
8125-911 Vilamoura
Algarve - Portugal

Telefone (+351) 289 303 280
Fax (+351) 289 303 288

colegiodevilamoura@civ.pt
Alunos e jornalistas percorrem Eco-Trilho CIV premiado pela Eco-Escolas

Alunos e jornalistas percorrem Eco-Trilho CIV premiado pela Eco-Escolas

Os alunos do Eco-clube realizaram recentemente o passeio inaugural do Trilho que desenharam com o seu professor, José Lucas, e que ganhou o 1º prémio ex-aequo Eco-Trilhos da Eco-Escolas 2019 (juntamente com a Escola Básica 2, 3 de Celeirós, Braga).

O grupo foi acompanhado ao longo dos cerca de oito quilómetros que compõem o percurso por dois jornalistas da revista ambientalista ECO123, Uwe Heitkamp e Stefanie Kreutzer, dois residentes radicados no Algarve há três e duas décadas, respetivamente, também eles amantes das caminhadas e da Natureza. 

O trilho tem como ponto de partida a Praia do Castelo, em Albufeira, e desenvolve-se ao longo de cinco estações ou pontos de interesse, combinando zonas de arriba e de areal até chegar a Armação de Pêra. O professor José Lucas preferiu, no entanto, encurtá-lo e inverter o sentido do mesmo, tendo como ponto de partida a Lagoa dos Salgados.

Os alunos percorreram o passadiço desta importante zona húmida, na extensão dos seus 70 hectares área de abrigo, repouso e alimentação para milhares de aves em todo o Algarve. Entre a vasta zona de caniçal, e com os binóculos recebidos pelo Prémio Eco-Escolas, os alunos tentaram descobrir, do topo do miradouro, espécies como o envergonhado caimão, mas em vão. Puderam, no entanto, observar corvos-marinhos, flamingos, cegonhas, patos-reais, zarro-comum e marrequinha-comum, entre muitas gaivotas. 

Seguindo pelo passadiço, “lado a lado” com parte do campo de golfe dos Salgados, os alunos ficaram a conhecer melhor plantas como a salgadeira e o junco. Atravessaram depois a ponte, onde galinholas e galeirões-comuns, patos e gaivotas disputam o pão que locais e turistas lhes lançam.

Ultrapassado o parque de estacionamento e as traseiras do restaurante “Praia da Galé”, seguiram pelo passadiço rumo à Praia do Lourenço. E a partir daqui e até à Rocha da Galé, o caminho é recortado,  sempre por caminho de terra e em paralelo ao mar.

A Rocha da Galé, nome recebido graças à semelhança da sua forma inicial com uma galé, despertou a curiosidade de alguns. Passada a praia da Galé, também conhecida como Praia das Pedras Amarelas, o caminho segue com altos e baixos, uma vista espantosa e a passagem por algumas moradias de luxo paredes meias com o mar. Esta parte do percurso permitiu aos alunos identificar espécies como o funcho-marinho, a palmeira-anã ou o maçarico-galego.

O grupo fez alguns momentos de paragem para apreciar a beleza das formações rochosas, das pequeninas praias, os recantos escondidos e pequenas enseadas, bem como alguns algares. É uma paisagem de grande beleza. Digna de fotografia!

O Eco-Trilho CIV está disponível no link: https://pt.wikiloc.com/trilhas-caminhada/eco-escolas-eco-trilho-mar-colegio-internacional-de-vilamoura-36322810