Os nossos contactos

Endereço Postal

APT 856
8125-911 Vilamoura
Algarve - Portugal

Telefone (+351) 289 303 280
Fax (+351) 289 303 288

colegiodevilamoura@civ.pt

Alunos do CIV sobem ao palco na cerimónia do 15º Concurso Literário Sophia de Mello Breyner Andresen

Dinis Paulino, do Year 11, e a ex-aluna, Carolina Vitorino, foram os premiados do CIV na 15ª edição do Concurso Literário Sophia de Mello Breyner Andresen, que teve lugar no Auditório Duval Pestana do Centro Cultural de Lagos, no passado dia 8 de maio.

Os alunos ganharam uma menção honrosa, respetivamente nas categorias de Fotografia/Ensino Secundário e Ilustração/2.º Ciclo e verão o seu trabalho publicado, à semelhança dos alunos da 14.ª edição deste concurso, que subiram a palco para receber o livro com os trabalhos premiados no ano transato. Leonor Mealha e Tarushi Chaudhri, atualmente a frequentar os Year 8 e Year 10, foram as alunas do CIV que viram publicados os seus trabalhos no livro “Sophia”. As alunas haviam sido premiadas o ano passado com o 1.º e o 2.º lugar na categoria de Ilustração, para 2.º e 3.º Ciclo, respetivamente. Tarushi venceu ainda a menção Honrosa, na mesma categoria.

A iniciativa, uma organização conjunta dos municípios de Lagos e Loulé, através da Biblioteca Municipal Dr. Júlio Dantas (Lagos) e da Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen (Loulé) surpreendeu alunos, professores, diretores, autarcas e restantes presentes com uma apresentação inesperadamente humorística, por parte do Teatro Experimental de Lagos (TEL). Ao longo de hora e meia, Bruno Batista, Ondina Santos e Carlos Norton traduziram as dificuldades trazidas pela pandemia, usando como palco as difíceis reuniões à distância. E ninguém escapou ao humor, à sátira, à música e à poesia nesta entrega de prémios, criando um momento especial em torno do nome de Sophia de Mello Breyner Andresen.

“Incentivar os alunos para a leitura das obras da escritora, promovendo o seu legado literário” e “estimular a criatividade dos alunos nas áreas de texto e ilustração” são os objetivos principais deste concurso literário cujos trabalhos foram, este ano, avaliados por um júri, composto por Sara Coelho, vereadora da Câmara Municipal de Lagos; Rita Moreira, chefe de Divisão de Biblioteca e Arquivo, em representação da Câmara Municipal de Loulé; Vera Oliveira (Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas); Rita Ribeiro (Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares – Direção de Serviços da Região do Algarve) e pelo autor, João Motta.